sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Pastor Mario Sales, morto pela polícia que diz que ele era bandido. causa revolta na internet

Entre os quatro mortos pela polícia em uma operação dois eram evangélicos. Um deles, Gilmário Sales Lima, 24 anos, era conhecido no meio como Mário Sales. O outro era Jeissivan Cristiano Dias Brito, 26 anos, morador da Rua Nova.

Segundo a polícia, eles estavam em um carro roubado e faziam parte de uma quadrilha que roubava carros em Salvador para vender em Feira. O líder do bando segundo o delegado Ricardo Brito era Enderson Almeida Souza Matos, 23 anos, conhecido como Rabicó, morador do Feira IX. O quarto componente era Fábio de Almeida Silva, 24 anos, morador das Baraúnas.

O pai de Jeissivan, Ivo da Silva Brito, é presidente do Sindicato dos Camelôs e disse em entrevista ao repórter Denivaldo Costa que o filho trabalhava com ele como camelô e era evangelista, convivendo com vários pastores conhecidos no meio. Ivo afirma que o filho estava endividado após a compra de um carro e vinha sendo ameaçado de morte. Ele nega que Jeissivan tivesse qualquer envolvimento com criminalidade. Diz que ontem mesmo o rapaz vinha de um trabalho da igreja e apenas pegou carona no carro que foi atingido pela polícia. Para Ivo, a polícia veio para matar. “O Jeissivan não sabe nem pegar uma arma. Como diz que trocou tiro? Nem arma tinha. A arma dele era uma bíblia”, questionou.

Também em entrevista a Denivaldo, o delegado regional Ricardo Brito demonstra não ter qualquer dúvida do envolvimento dos quatro que foram mortos. Disse que já existia uma investigação sobre o bando “há um bom tempo”. O próprio carro em que estavam era roubado também.

A polícia afirma ter encontrado três revólveres calibre 38 e uma pistola 9 milímetros “de uso restrito” de fabricação filipina. Ele nega a execução. “Infelizmente eles revidaram a abordagem trocando tiros e vindo a óbito”, explicou.

COMENTÁRIOS

Na página de Mário Sales no Facebook (de onde foi retirada a imagem que ilustra este texto e onde a última postagem de Mário foi informando que faria aniversário nesta sexta), há pesadas críticas à polícia, por parte de pessoas que conheciam o falecido pregador. O mesmo ocorre no site Central de Polícia. Veja alguns comentários:

“Lamentável Assasinato de homens de Deus e a tentativa de manipular os fatos. São assasinos crueis. Proficionais na arte de tirar a vida e sujar a imagem de pessoas de bem pra esconder suas barbaridades.” Pastor Luciano Vieira

“As duas pessoas que foram mortas de forma covarde pela policia incompetente de Feira de Santana eram na verdade pastores evangélicos e estavam voltando de um culto na Assembleia de Deus Cristianismo Sem Fronteiras, quando foram confundidos com esses possíveis assaltantes.” comentário anônimo

“A Polícia deveria assumir seu erro, dois dos rapazes segundo informações foram tomados como reféns e mesmo assim a polícia sentou o dedo, um dos jovens crentes que morreram era o Presbítero Mário Sales, pregador do evangelho viajava o Brasil pregando a Palavra de Deus, foi assassinado pela polícia bahiana, polícia despreparada e criminosa, devem ser punidos os policiais medíocres e despreparados, não devem estar nas ruas!” Ronaldo Flauber, pregador

“Mataram HOMENS DE DEUS, seus desgraçados! Vão se arrepender pelo resto da vida de vocês, pessoas incompetentes que se dizem profissionais, Jesus esta vendo todas as coisas e fará justiça!” Laís Almeida

“Causa da morte: resultado de um sistema #corrupto #falido #policiadespreparada #istoéoBrasil e agora se bobear vão manchar a imagem dele dizendo q ele também era bandido , #justiçajá!!!! #queajustiçasejafeita!” Kel Furiati

“Sem palavras!!!! Inacreditável!!! Inaceitável!!!! Por que Deus??? Nessas horas aceitar Sua soberania, somente pele fé!! Um exímio pregador, um exemplo de cristão, portador de uma comunhão e conhecimento invejável, um grande homem de Deus. Um dia nos veremos meu amigo!!” Jean Souza

A Tribuna gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...